Total de visualizações

!!

!!

Contaminação por covid-19 em Ipu atinge índice alarmante nessa primeira semana de maio

 
De acordo com o site da Prefeitura de Ipu, a primeira semana epidemiológica de maio atingiu o mais elevado índice de contaminações por covid-19 na cidade, considerando a evolução da pandemia nos últimos quatro meses. De 1º de Maio até ontem, 07, foram registradas 114 novas infecções pelo vírus. Observando que o dia 1º trouxe os dados represados de sábado e domingo, dias também em que a Secretaria não divulga seus dados, a média de notificações por dia está em 16, 28

Uma vez mantendo esse alto patamar de contaminações, o Ipu terá um aumento de quase 33% em relação a média de abril. Comparado com março, a situação fica gravíssima pois no espaço de dois meses a cidade teve um aumento de 125%.

No mês de abril, a média de contaminações diária estava em 12,5. Em março a média estava em 7,3 e em fevereiro estava em 7,2.

ÓBITOS POR COVID

A primeira semana desse mês maio registrou 5 óbitos de ipuenses, refletindo assim também uma relação direta com o iminente descontrole na circulação do vírus. 

INTERNAÇÕES 

Apesar de um decréscimo de 11 para a 5 internados na UPAC (a ala de internações) nos últimos sete dias aqui computados, os registros familiares com seus pedidos de orações nas redes sociais, apontam para várias transferências de munícipes para o Hospital Regional de Sobral ao longo dessa semana.

CONSELHO DO GOVERNADOR

Na live de ontem, sexta (07), o Governador Camilo Santana renovou o decreto de isolamento rígido sem alterações, ou seja, não abriu novos setores de atividades comerciais e educacionais. 

Camilo alertou sobre o aumento do índice de transmissão (Rt) na região norte do Ceará a qual aumentou de 0,89 para 0,95 nesta última semana. O chefe do executivo sugeriu que os prefeitos das cidades adequassem o Decreto Estadual a medidas municipais mais rígidas, caso fosse necessário. 

A Rt de Ipu se encontra hoje em preocupantes 1,62. 

A (FALTA) ATITUDE DOS GESTORES MUNICIPAIS

O prefeito Robério Rufino tem nos dois últimos meses apenas reproduzido os decretos do governo estadual, não atentando para medidas mais rígidas que cerceiem o auto índice de contaminação na cidade. O Secretário de Saúde Tião Rufino, por sua vez, em uma entrevista radiofônica no meio dessa semana, estranhamente colocou a culpa da expansão de casos na falta de consciência da população. O Tio do prefeito citou que os "banhos nas cachoeiras" são um mau exemplo e ao mesmo tempo que admitiu que a fiscalização é ineficiente para coibir as aglomerações. 

____________________________________________

Esse cenário preocupante já tinha sido colocado em pauta no programa Fatos em Debate da última quinta, 06, quando fui sabatinado por Hélio Lopes e sua Equipe na FM Cidade de Ipu. 

Confira no áudio abaixo.

 

 

 

Fonte: Blog do Kléber Teixeira